top of page
Menopausa: você pode sim envelhecer com saúde e qualidade de vida. 

Cansaço, indisposição, diminuição da libido, alterações no sono e mudança de temperatura corporal têm feito parte de sua rotina?

 

Os sintomas citados acima são característicos do climatério e antecedem a menopausa, que é a última menstruação da mulher. É muito comum que as mulheres temam a chegada desse momento, afinal, as mudanças que ocorrem são bastante significativas e podem afetar negativamente a qualidade de vida.

 

Mas você não precisa viver dessa maneira. Existem tratamentos para a menopausa, e eu Dra. Pauline, ofereço um atendimento por completo, para você que quer amenizar os sintomas e melhorar sua qualidade de vida.

Agende já sua consulta com a Dra. Pauline:
Mas afinal, o que é a menopausa?

A menopausa é o período da vida da mulher em que a menstruação para e é definida clinicamente como a ausência de períodos menstruais por 12 meses consecutivos.

 

Naturalmente, a idade em que ela ocorre é entre os 45 e 55 anos, mas pode ocorrer mais cedo devido a doenças, fatores genéticos ou intervenções cirúrgicas. Também há uma grande variação entre as mulheres em relação ao período normal da menopausa.

Quais são os sintomas da menopausa?

Durante esse período, vários sintomas aparecem e comprometem a qualidade de vida da mulher. A principal responsável por isso é a interrupção na produção de estrogênio, hormônio que controla a ovulação.

 

Os sintomas que aparecem por conta da queda do estrogênio podem ser vasomotores (SVM), como as ondas de calor nas regiões do pescoço, face e peito, também conhecidas como fogachos e que atingem cerca de 80% das mulheres. Mas também podem ser geniturinários, como alterações na vagina, vulva, uretra e bexiga, o que pode causar desconfortos e prejudicar a vida sexual.

Como o estrogênio está ligado ao bem-estar e à autoestima, sua queda pode causar quadros de irritabilidade e até depressão, o que influencia diretamente na qualidade de vida da mulher na menopausa. Outro sintoma bastante comum é o descontrole dos níveis de colesterol. A tendência é que, com a queda do estrogênio, o colesterol ruim (LDL) aumente.

 

Alterações no corpo, como aumento da concentração de gordura na região abdominal e diminuição do brilho e viço da pele também são sintomas apresentados por mulheres na menopausa. Além disso, podem ocorrer casos de osteoporose, que é uma doença que enfraquece os ossos e podendo provocar e fraturas.

A libido na menopausa:

Além da queda dos níveis de estrogênio, a diminuição da produção de testosterona faz com que a libido também diminua. Isso porque o hormônio tem relação com a energia, com o desejo sexual e com a capacidade de atingir o orgasmo.

Já os níveis baixos de estrogênio afetam os tecidos da região genital, prejudicando o fluxo sanguíneo e comprometendo a lubrificação natural, bem como a contratilidade do músculo, o que pode causar dores durante relações sexuais com penetração.

Como amenizar os sintomas da menopausa?

O primeiro passo é agendar uma consulta com um  ginecologista, para solicitar os exames necessários para análise e diagnóstico.

 

A partir disso, você saberá quais passos seguir para amenizar ao máximo os sintomas da menopausa e passar por esse momento com a melhor qualidade de vida possível.

 

Além disso também é possível buscar alternativas de vida mais saudável é sempre uma boa ideia

bottom of page